sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Frusciante deixa os Chili Peppers....e agora?



Através de um post em seu blog, o guitarrista John Frusciante confirmou sua saída do Red Hot Chili Peppers. De acordo com o músico, “a decisão ocorreu há um ano, quando o grupo estava em hiato indefinido”, escreveu.

"Não houve drama ou raiva, e os outros caras foram bastante compreensivos. Eles apóiam que eu faça qualquer coisa que me deixe feliz, e isso vale para os dois lados", continuou.

O guitarrista revelou que desejo de trabalhar por conta própria foi um dos motivos preponderantes em sua decisão.

“Para pôr de forma simplificada, meus interesses musicais me colocaram em rota diferente. Durante todo o meu tempo na banda, estava muito animado com explorar as possibilidades musicais inerentes a uma banda de rock, e fazer isso com aquelas pessoas em particular. Há dois anos, comecei a sentir a mesma animação de novo, mas desta vez foi por fazer um tipo diferente de música, sozinho, e ser meu próprio engenheiro”, afirmou.

Frusciante encerrou seu post ao declarar que precisava ser ele mesmo e que não se sentiria a vontade cumprindo apenas um dever.

"Entendo e valorizo que meu trabalho com eles signifique bastante para muitas pessoas, mas preciso perseguir meus interesses. Para mim, arte nunca foi algo que devesse ser cumprido com um senso de dever. É algo que faço porque é realmente divertido, excitante e interessante. Pelos últimos 12 anos, eu mudei, como pessoa e artista, a tal nível que realizar próximos trabalhos da forma que eu fazia com a banda seria contra minha própria natureza. Não houve escolha envolvida na minha decisão. Eu simplesmente tenho que ser o que sou, e fazer o que preciso fazer", finalizou.

Há poucos meses, algumas atitudes davam conta de que o clima era preocupante. O baterista, Chad Smith, e o próprio Frusciante, em entrevistas, mostravam-se incertos quanto ao futuro do Chili Peppers.

Em maio, a banda tocou em um evento beneficente e, para a surpresa dos presentes, Frusciante não estava no palco. Em seu lugar, encontrava-se justamente Josh Klinghoffer, que deve assumir o posto temporariamente, até que o grupo encontre um integrante definitivo.

Esta não é a primeira vez que John deixa o Red Hot. Após o estrondoso sucesso atingido pelo disco Blood Sugar Sex Magik (1991), no ano seguinte, em 92, ele saiu alegando problemas relacionados ao excessivo consumo de heroína. Recuperado, em 1998, o guitarrista retornou ao grupo e foi uma peça fundamental para a conquista de inúmeros prêmios através do álbum Californication (1999).

Em outubro, quando o Red Hot Chili Peppers retornou, após permanecer dois anos em “férias”, Chad Smith declarou que a banda lançaria um novo disco em 2010. No entanto, agora, provavelmente o futuro dos californianos é incerto. Para os fãs, só resta esperar e torcer para que um substituto à altura assuma a vaga.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Mais um CD do Stone Sour!!! Ebaaaa


O vocalista Corey Taylor, conhecido por liderar o Slipknot, afirmou que sua outra banda, o Stone Sour, vai entrar em estúdio a partir do mês de janeiro para a gravação do próximo álbum.

Ainda sem nome nem data certa para o lançamento, a expectativa é de que o terceiro registro do grupo esteja nas lojas até julho de 2010.


Empolgado, Corey disse que a banda já possui algumas músicas prontas e outras 15 estão em processo de finalização.
O cantor garantiu que o conteúdo das músicas será mais sombrio, maduro e forte do que o realizado no Come What(ever) May, último álbum lançado pelo grupo.