quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Características, números e experiências


Ontem, o técnico Luiz Felipe Scolari, o popular Felipão, ou “Big Phill” para os ingleses, foi demitido do Chelsea. A decisão ocorreu após o empate sem gols no sábado contra o Hull City, resultado que levou a torcida a pedir a cabeça do treinador. O técnico brasileiro dirigiu o time inglês durante sete meses e logo de cara chamou atenção pelo jeito sorridente e cheio de caras e bocas com a imprensa local.

Campeão do Mundo em 2002 pela seleção brasileira, tudo levava a crer que Felipão teria um desempenho impecável à frente dos Blues. Mas, alguns fatores gritantes levaram por água abaixo, em um curto espaço de tempo, o que parecia ser uma união perfeita.

O primeiro deslize veio no dia 26 de outubro de 2007, quando o Chelsea foi derrotado pelo rival Liverpool (1 a 0) em pleno Stamford Bridge, estádio onde o clube londrino não perdia há quatro anos. A partir daí todos começaram a olhar o trabalho de Scolari com maior atenção e desconfiança. Outros fracassos vieram e o que mais pesou foi o fato de Felipão não ter vencido nenhum clássico no campeonato inglês durante o tempo em que esteve no comando do time. O único aspecto 100% positivo foi o fato de a equipe ter se classificado sem problemas para as fases decisivas da UEFA Champions League.

Em nota no site oficial, o Chelsea diz que a decisão foi tomada para que o time continue na luta pelos títulos que disputa ainda essa temporada e que quem optou pela demissão foi o dono do time, o milionário russo Roman Abramovich. O fato raro de Felipão ter sido despedido apenas pelo seu desempenho na Premier League, significa que sua passagem pela Inglaterra foi um fracasso total? Teoricamente não! Como afirmar isso de maneira tão veemente? Basta saber um pouco de história e gostar de números.

Raio-X

Desde que começou a sua carreira como técnico, Scolari nunca foi bom em pontos corridos. Seu primeiro título de reconhecimento nacional foi a Copa do Brasil de 1991, fórmula eliminatória, com o Criciúma. Após passagem pelo oriente médio, Felipão assumiu ao Grêmio e venceu novamente a Copa do Brasil em 1994 e a Taça Libertadores em 1995, ambas as competições disputadas na fórmula eliminatória, o velho mata-mata. Pelo time gaúcho, o treinador também venceu o campeonato brasileiro de 1996. Apesar de existir uma fase disputada em pontos corridos, o Grêmio, mesmo campeão, se classificou apenas em sexto lugar. Em 1998, o técnico levantou mais uma vez a Copa do Brasil pelo Palmeiras e no ano seguinte levou o verdão ao inédito título da Taça Libertadores.

Em 2002 foi campeão da Copa do Mundo com a seleção brasileira e logo em seguida assumiu a seleção de Portugal. No comando dos patrícios, Felipão se destacou na Eurocopa de 2004, disputada em Portugal, em que levou a seleção lusa ao inédito vice-campeonato. Na Copa do Mundo de 2006, atingiu as semifinais e ficou em quarto lugar.

Vibração, força e “mão de ferro” sempre foram características de Luiz Felipe Scolari, mas, regularidade, historicamente, é um ponto “fraco” do treinador. Em nenhum dos campeonatos citados acima, ele foi vencedor através da fórmula de pontos corridos. Se o Chelsea pretendia vencer o campeonato inglês, podemos concluir que o clube londrino cometeu um grande equívoco ao contratar o técnico brasileiro. Vale lembrar que na Champions League, campeonato de mata-mata e especialidade do comandante, o time inglês está muito bem.

É certo que “Big Phill” errou durante sua passagem em Londres, não conseguiu formar uma família com os jogadores, não ganhou o apoio da torcida, escalou o time errado diversas vezes, mas, o maior erro foi cometido pelo russo Abramovich que não conhece as características de quem contrata para dirigir sua equipe. Scolari é técnico de seleções, pois disputam apenas torneios de tiro curto. Seria ingenuidade acreditar que uma pessoa que não possui grande experiência em pontos corridos, consiga ganhar, em sua primeira temporada à frente de um clube desde 2001, o maior e mais disputado campeonato do mundo, a Barclays Premier League. Tudo no esporte passa por treinamentos, práticas e experiências. Treinador de futebol não foge disso.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Meu segundo selo!!! Maneiro!!!

Ganhei um selo bem legal que vem com brinde da Ana Rosa. Para postar o selo tenho que seguir regras.
São elas:
1- Exiba a imagem do selo "Olha Que Blog Maneiro" Que vc acabou de ganhar!!!
2 - Poste o link do blog que te indicou.(muito importante!!!)
3 - Indique 10 blogs de sua preferência.
4 - Avise seus indicados.
5 - Publique as regras.
6 - Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.
7 - Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B.Vamos lá:

1-

2-Ganhei do:
http://vidabailarina.blogspot.com (Fiquei mto feliz pelo presente)

3- Os meus queridinhos são:

http://lindembergrocha.blogspot.com/
http://doidademarluquices.blogspot.com/
http://johnnybigod.blogspot.com/
http://marcosforte33.blogspot.com/
http://daianetorres.blogspot.com/
http://jupetroni.blogspot.com/
http://instintocoletivosa.blogspot.com/
http://robertofavaro.blogspot.com/
http://jutritapepe.blogspot.com/
http://tatianadecampos.blogspot.com/

4- Serão todos devidamente avisados

5- As regras foram publicadas.

6 - Dessa vez vou conferir, hein!!!

7- vou escolher a melhor e envio logo mais!!