segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

O que é o Ano Novo?


O que é o ano novo? Confusão, conflito, renovação. Para muitos, 2009 será o ano da vitória, da volta por cima. Será o ano da redenção, de apagar tudo o que ficou para trás e olhar apenas para o futuro. É como se todos desaparecessem em dezembro e ressurgissem em janeiro. Os erros, os acertos, tudo passa por um balanço e torna-se parte do passado.

Para mim, o ano novo trás sensações bastante distintas. Não é hora de colocar nada na balança e esperar que os “Deuses” de fim de ano resolvam. Não é hora de prometer ser um homem melhor. Dizer que em 2009 vou estudar notas ainda melhores (pura modéstia). Não é hora de falar... Mas sim de FAZER.

FAZER a diferença ao invés de apenas FALAR. Não esquecer que os erros cometidos jamais serão apagados da sua vida e aprender a conviver com eles para, só assim, torná-los parte do passado é um dom. Olhar para o futuro com um ar temeroso, de quem não tem compromisso com nada e nem com ninguém. Apenas viver... Sem transferir a culpa pela minha incompetência de resolver problemas e realizar sonhos em cima do ano novo...

2009 não apaga as “prezepadas” cometidas em 2008. Não renascemos, mas, ganhamos sobrevida, um tempo extra para parar de pensar e sim AGIR, FAZER (quanta gratidão do tempo né? Um ano novinho em folha para tentar se redimir). Sem reclamar das circunstâncias e sem esperar que uma voltinha no calendário mude tudo de uma hora para a outra. Feliz ano novo??? Felicidades??? Paz e amor??? Há quantos anos desejamos isso e nada fizemos para que acontecesse???

Penso nisso enquanto bebo mais uma cerveja, sentado em uma mesa na praia de Piçinguaba (Ubatuba). Com amigos, bebida e uma paisagem impecável!!!

Em 2009 o Mundo Mesquita® será mais ácido, mais forte. Estará de olho em tudo o que possa parecer comum aos olhos de quem não vê além do que a visão permite....E assim lá vou eu com pensamentos altos e promessas de fim de ano que só Deus sabe se podem ser realizadas....Feliz 2009!!!!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Prêmio Dardos


Recebi nos últimos dias um selo de importância indiscutível. Estou muito feliz pela honra que isso representa. Agradeço muito e espero retribuir de maneira satisfatória.

O selo representa o reconhecimento dos valores que cada blogueiro tem.


Sejam eles éticos, literários, pessoais, profissionais etc. Mas, para recebê-lo é preciso cumprir regras:


1-Exibir a imagem do selo;


2-Linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;


3-Escolher 15 outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos;


4-Avisar todos eles

Os meus indicados são:


Vida Bailarina: http://vidabailarina.blogspot.com/


Blog do Montanha: http://alemontanha.blogspot.com/


A foca em Foco: http://daianetorres.blogspot.com/


A arte de informar para transformar: http://jupetroni.blogspot.com/


Blog do Bigode: http://johnnybigod.blogspot.com/


Blog do Mauro Cezar: http://blogs.espn.com.br/maurocezarpereira/


Provocar e Politicar: http://lindembergrocha.blogspot.com/


Não são exatamente 15... Mas, valem por cem.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

O ídolo, as novas tendências e as palavras do momento

O assunto do momento é a contratação de Ronaldo pelo Corinthians. Uma jogada de marketing (que é a palavra do momento) simplesmente incrível. Camisas vendidas, estádio lotado, torcida feliz e reconhecimento mundial. A maioria da imprensa decidiu discutir sobre as condições físicas do jogador ou sobre a tacada genial de Luis Paulo Rosenberg, responsável direto pelo sucesso da negociação. Eu, totalmente consciente das minhas limitações jornalísticas, decidi partir para outro campo de análise. O que é melhor, um time sem badalações ou um time badaladíssimo e muito dinheiro?

Todo mundo sabe que a pressão em cima do Timão é algo realmente incrível. Qualquer jogo perdido vira crise, qualquer jogo ganho vira título e por ai vai. Quem não se lembra da época de Tevez, Mascherano, Sebá, todos muito festejados pela imprensa e pela torcida. Haviam repórteres que dariam a vida por uma exclusiva com os craques corintianos. Mas, bastou ser eliminado da Taça Libertadores pelo River Plate e pronto! O mundo de festas tombou. A Fiel invadiu o campo, o carro do idolatrado Carlitos foi apedrejado, o que rendeu a saída do craque para o exterior e a imprensa foi com tudo pra cima do time.

Nunca é demais lembrar que o Corinthians acabou de retornar da Série B. Um ano difícil , cheio de turbulências e o time ainda é uma incógnita. Vale realmente à pena trazer toda essa pressão da imprensa, da torcida, do mundo, pra cima do clube em um momento que deveria ser de calmaria total, de renovação, de paz?

Mais do que a condição física, do que a jogada de marketing, duas coisas estão certas: O efeito Ronaldo será gigante e caberá ao Timão saber lidar com isso para que não aconteça a mesma coisa que aconteceu na “era argentina”; e que o time do parque São Jorge aprendeu a lidar com as tendências e as palavras do momento. Até em época de calma o Corinthians gosta de sofrer com a badalação (outra palavra do momento)... Se isso vai ser bom, só o tempo dirá... Ou melhor o dinheiro dirá!!!

De resto, parabéns!!!