quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Dieta para manter o bolso gordo


A calórica guloseima da Série B começou a seduzir o bonitão de São Januário. Sendo assim, a missão de não deixar o lindo e glorioso Vasco da Gama se matar de tanto comer besteiras, cabe ao personal técnico Renato Gaúcho. Sim, aquele mesmo, que de tanto falar não deixou o Fluminense saborear a deliciosa Libertadores.

Para cortar as calorias no Vascão, Renato decidiu que irá penalizar os jogadores que estiverem fora de forma com uma multa de 300 reais por kg acima peso. Sim! Ele acredita que depois de todas essas rodadas do Brasileirão, o péssimo campeonato realizado pelo time é proveniente de uns quilinhos a mais. Quanta idiotice! Ver essa atitude pra lá de curiosa, do já curioso técnico, que cede entrevistas coletivas de óculos escuros, me faz pensar em como de uns tempos pra cá a desculpa para a falta de futebol esta ligada a forma física dos jogadores.

No carnaval conheci um grupo de catalães de férias no Brasil. Como todo catalão que se preze, todos torciam pelo Barça. Após alguns minutos de conversa sobre Léo Messi e a revelação Bojan, perguntei o que achavam da atual fase de Ronaldinho. Sem titubear me responderam que o então camisa 10, estava a jogar mal porque estava gordo! Bem, na hora me senti ofendido, se Ronaldinho Gaúcho estava gordo... Então eu estava obeso e perto da morte. Seria bem mais simpático dizer que ele não atravessava um bom momento, ou quem sabe, falar que ele desaprendeu a jogar bola.

Além disso, já foi provado que é possível jogar bola em alto nível mesmo rechonchudo. Neto, o segundo maior jogador da história do Corinthians, literalmente guerreou por anos com a balança, mesmo assim, conseguiu marcar seu nome no memorial do time com a segunda maior torcida do Brasil. É ai que nascem as perguntas; Neto, mesmo gordo, não joga mais que o Jonílson do Vasco em forma? Ronaldo fenômeno na forma atual, não é melhor que o Jean com barriga de tanquinho?

Daí vão dizer ah mais não tem nem comparação o talento de Neto e Ronaldo com o pífio futebol de Jonílson e Jean. É claro que não tem! A resposta é simples e clara: o Vasco não tem time e pronto. Não adianta inventar punições ao bolso dos atletas só porque acredita que o plantel está “cheinho”, enquanto nem se tem algo que possa ser chamado de plantel. Pode ser que todos venham a ficar saradões, a realidade não vai mudar. Mesmo assim vamos seguir a linha de raciocínio do gênio e personal técnico Renato Gaúcho.

Se fossemos punir em 300 reais todos os jogadores por excesso de calorias, então o atacante Zarate do Botafogo perderia 1.200 reais no final do mês. Já Diogo Rincón do Timão, deixaria de ganhar algo em torno de 3.000 mil reais. Obina, aquele que é melhor que o Eto’o, teria um déficit de 4.200 mil. E o que dizer de Salvador Cabañas do América do México? Esse... Coitado... Perderia o salário todo! Acho melhor o treinador do time da colina parar de fazer graça nos momentos errados. Caso contrário, morrerá novamente pela boca. Só que dessa vez de fome e com o bacalhau na mão!